Resultado do Processo Seletivo n º 1/2016

Devido à liberação de mais duas vagas, informamos que 8 pessoas foram selecionadas a princípio e não 6 como indicava o edital. Ressaltamos que dentre essas vagas, 4 são para bolsistas e 4 para voluntárias/os. Agradecemos imensamente a participação de cada uma/um e lembramos que no decorrer do ano mais pessoas podem ser chamadas seguindo a lista de espera.

Selecionadas/os:
Daniela Nunes (bolsista);
Matheus Lira;
Maritza Barcellos;
Giovanni Castiglionni (bolsista);
Grauther Nascimento (bolsista);
Carlos Roberto;
Débora Oliveira (bolsista);
Isabela Neves.
Lista de espera na ordem de convocação:
Cecília Rosal;
Amanda Luize;
Leonardo Santos;
Gabriela Morais;
Valéria Vânia;
Verena Serpa.

Em breve entramos em contato com as/os aprovadas/os.

2 pensamentos sobre “Resultado do Processo Seletivo n º 1/2016

  1. João Luiz Pereira Tavares

    A volta de decoro no Brasil:

    UM MOMENTO, APENAS UM!, SUI GENERIS. EIS:

    Em 2016 houve fato fabuloso sim, apesar de Vanessa Grazziotin falar que não, dessa forma assim:

    “O ano de 2016 é, sem dúvida, daqueles que dificilmente será esquecido. Ficará marcado na história pelos acontecimentos negativos ocorridos no Brasil e no mundo. Esse é o sentimento das pessoas”, diz Grazziotin.

    Mas, por outro lado, nem que seja apenas 1 fato positivo houve sim! É claro! Mesmo que seja, somente e só, um ato notável, de êxito. Extraordinário. Onde a sociedade se mostrou. Divino. Que ficará na história para sempre, para o início de um horizonte progressista do Brasil, na vida cultural, na artística, na esfera política, e na econômica. 
    Que jamais será esquecido tal nascer dos anos a partir de  2016, apontando para frente. Ano em orientação à alta-cultura. Acontecimento esse verdadeiramente um marco histórico prodigioso. Tal ação acorrida em 2016 ocasionou o triunfo sobre a incompetência. Incrementando sim o Brasil em direção a modernidade, a reformas e mudanças positivas e progressistas. Enfim: admirável. 

    Qual foi, afinal, essa ação sui-generis?

    Tal fato luminoso foi o:

    — «Tchau querida!» [impeachment de Dilma].

    Eis aí um momento progressista, no ano de 2016. Sem PeTê.

    Feliz 2017.

Deixe uma Resposta para Jaylin Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s