Um arco-íris: em Sochi, é a Rússia a que sai do armário.

*João Maria Cambacica

Acesse, para outros poemas, https://www.facebook.com/jmcambacica?fref=ts

Sobre a lei antigay russa: porque proibi-lx de manifestar livremente sua sexualidade em lugares públicos – ou de defendê-la como forma legítima de desejo, sob qualquer pretexto e a qualquer momento – é, sim, não permitir à você que você seja o que todas as pessoas são: arco-íris. Não decrete, você ou um qualquer desses Putin, o cinza frívolo onde é pra ter vida; não há jeito, essas minhas e essas suas cores brotam como carícias, surgem como o que não se esconde no ocaso do que não se sufoca nunca. O arco-íris sempre volta – com a força cintilante de uma bandeira.

Amor proletário
toda Rússia em arco-iris
beijo atrás do armário.

[João Maria Cambacica & Ana de Amsterdam]

f_197161

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s