Dos Prazeres da Centopeia: Os Planetas Não Falam!

Por Pedro Argolo

“Só pela porta de entrada do simbólico é que se consegue penetrá-lo”..
(LACAN, Jacques. O Seminário, Livro 3: As psicoses)..

Em “100 anos de Solidão”, vi uma personagem no povoado de Macondo. Depois, li poemas de Manoel de Barros, atravessei a Oficina de Teatro na Estrutural e fiquei sonhando com uma frase de Lacan. Olhei a semelhança entre a galinha dos Saltimbancos e o Carlitos operário. Daí essas (in)conclusões.

A máquina gira sem sair do lugar e é por isso que Carlitos não fala. Os ovos da galinha passam para lá e para cá e por isso os planetas não falam. Todo ovo botado é embalado por Carlitos. Ou seriam parafusos?

Centopeias são muito distintas e não defecam na roupa. Quando fui a Macondo, encontrei Fernanda: ela nunca relaxava os costumes. Coisa de bailarina que não tem coceira verruga nem frieira nem falta de maneira. Fernanda era a única, em todo o povoado, que não se atrapalhava diante de dezesseis talheres, todos diferentes uns dos outros. Ainda tinha que suportar a truculência de um Aureliano Segundo que, diante de tudo aquilo, tinha coragem de dizer, às gargalhadas, que tantas colheres e garfos, e tantas facas e colherinhas, não eram coisa de cristão, mas de centopeia. Apenas ela entendia de vinhos. Pobres eram os habitantes dali que pensavam que vinho branco é aquele que se serve de dia e vinho tinto de noite. Fernanda era uma dama de muita classe, só uma fidalga de sangue como ela tinha o direito de assinar onze sobrenomes peninsulares.

Centopeia não é bicho que se acha na rua. São bastante discretas. A casa da família Buendía nunca estava aberta. Para Fernanda, as portas tinham sido inventadas para serem fechadas e, além disso, a curiosidade pelo que acontecia na rua era coisa de rameira. Sempre higiênica, evacuou em penico de muito ouro e muita heráldica. Fernanda possuía brasão.

As palavras das centopeias não têm carnes nem pentelhos. São muito elegantes. Não dá pra fazer pecado com elas. Descobri com Manoel a lamber as palavras e a fazer coisas desúteis. Ele costuma dizer que aprendera no Circo, há idos, que a palavra tem que chegar ao grau de brinquedo para ser séria de rir. Pasme Fernanda, dá muito mais prazer brincar com as palavras. Coisa de erótico-comunista que não usa gravata. Bravatas. Centopeias são muito balofas. Sabem, a todo o tempo, com quem estão falando.

Pornográficas, costumam apreciar os enlatados: seus prazeres são fabricados nas esteiras de produção; (não) gozo seriado, ritmado. Perfeitas, as centopeias não poderão vir-a-ser. Movimentam-se sem sair do lugar: a elas, só interessa a repetição. O novo deixa Fernanda muito descontente: jamais permitiria que os dilúvios de Macondo mudassem a hora de suas refeições. Tratava logo de pegar suas toalhas de linho e sua louça chinesa. Em meio a candelabros e jactâncias, vomitava finezas e genealogias.

Uma centopeia não conhece o devir; nunca se ocupa das multiplicidades. Nelas, não há possibilidade de mudança, mas identidade do ser a sua pura e simples imagem. Trata o outro por uma psicanálise de planetas; tenta logo calcular sua massa e determinar sua gravidade. A razão planejadora, que deixa tudo com um ar de semelhança, a excita. Não vai à experiência, porque não quer se confrontar com a diferença. Procura mesmo é o ego triunfante, integrativo de todos os seus “eus” despedaçados. Só se interessa pela unicidade dos planetas; corpo circular que, não importa o que faça, permanece igual a si mesmo. As centopeias preferem os planetas porque eles não falam ou, antes, porque elas os fizeram calar. São muito eloquentes.

Estão por-aí:

Manoel de Barros – Chaplin – Lacan – Adorno – Nietzsche – Gabriel García Márquez – Chico Buarque – Deleuze

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s